quinta-feira, 29 de março de 2012

Do amor.




Tudo se resume ao amor. Amor pelas pessoas, amor pela vida, amor pelo mundo e principalmente, ao amor por si mesmo. O contrário do amor não é o ódio, é a indiferença. Portanto, não tratemos as pessoas, a vida, o mundo e principalmente nós mesmos com indiferença. Vamos viver enquanto estamos vivos! A cada dia basta o seu próprio mal.

2 comentários:

Sandro Ataliba disse...

PALMAS!
Provavelmente seu texto mais inspirado, irmã, tanto pelo conteúdo quanto pela forma sintética com que você se expressou.
Muito orgulho!

Rê Lopes disse...

Obrigada, irmão! =)