quarta-feira, 11 de maio de 2011

Man, I feel like a woman!



A partir de um comentário meu no Facebook, resolvi resenhar mais sobre o assunto: Ser mulher não é tarefa pra homem mesmo, rs.

Olha, vou dizer... A gente desde pequena já é treinada pra cuidar de filho, da casa, e agora com essa moda de " direitos iguais" ainda temos que fazer faculdade e trabalhar.
Ainda teve algum FDP que inventou que mulher tem que andar de salto alto, tem que ser magra, tem que passar maquiagem, tem que ser doce, ser puritana, ser virgem, não ser galinha, não ligar pro cara no dia seguinte, tem que depilar, sempre comprar roupa nova, bla bla bla. E homens, não me venham com esse papo de que " ah, mulher faz isso tudo por que quer..." hãn hãn. Vamos nós agir como os homens, peludos, sem adornos, as mesmas roupas e tal pra ver se vocês vão continuar gostando da gente. Homem gosta de mulher porque, exatamente não somos homens, não agimos como eles, não nos descuidamos como eles e etc.

Se você não podia chegar tarde em casa até completar 21 anos, enquanto seu irmão podia virar a noite desde os 15, agradeça ao seu lindo PAI, que cuidou da princesinha intocável enquanto libertava o Gladiador dele. Se na sua lista de amores não tem mais que 5 nomes, agradeça à sociedade da moral cristã que denomina a mulher que fica com vários homens de piranha, enquanto o homem pegador é muito macho. O adultério masculino é normal né? Afinal, ele é homem...

As mulheres ainda sangram uma vez por mês, durante 7 dias mais ou menos e não morrem ( pasmem!) e sentem dores. Ainda vem a maldita da TPM e abala todas as estruturas psicológicas das nossas cabecinhas. O que era bom, vira ruim, quem te amava, te odeia, o futuro fica incerto, você não sabe se seu curso na faculdade te satisfaz, e ainda tem que lidar com um cabelo que não te gosta e trabalha contra você, tenho certeza.

Ainda tem quando fica grávida, ahh que lindo. O milagre da vida!
ÓTIMO.
Engordamos, vomitamos, ficamos inchadas, não podemos pintar os cabelos, nem fazer progressiva ( ai que medo), chega o dia do parto vem as dores, as infecções, sua feminilidade ( se é que me entendem) nunca mais fica a mesma, você ganha um tamagoshi eterno e que ainda fala "papai" primeiro depois de tudo o que você passou.

E daí pra frente, só piora minha filha. A gravidade age, e pra lutar contra ela muito dinheiro é gasto, academia, botox, silicone, bla bla bla, enquanto teu lindo marido engorda no sofá e tá tudo bem.

As poucas regalias que tínhamos foram jogadas ao fogo junto com os sutiãs das malditas que nos fazem hoje pagar metade das contas, dividir a prestação do apartamento, dirigir horas num trânsito caótico, trabalhar em 2 turnos ( na rua e em casa) e carregarmos pesos. Cavalherismo, ma chèrie, it's GONE!

Minhas opiniões construindo um mero desabafo.
Não tô revoltada nem nada não... só constatando algumas coisas.
Mas ser mulher é legal, Ê.

8 comentários:

Laura disse...

Sabe o seu post me fez lembrar de algo que eu sempre penso quando encaro um ônibus lotado e cheio de homem sentado. "Onde está o cavalheirismo do séc.XIX? Onde estão os homenzinhos que se levantam e cedem o lugar para uma moça, senhora quando entra num bonde?" Ah, se eles soubessem o quanto é complicado e grave ser mulher...!

Ana Mel disse...

hahaha.
adorei rê! malditos divisores de contas!! rsrsrs
Bjim

Victoria disse...

CONCORDO! Sempre reclamo dessas mesmas coisas. Isso fora o fato de homem fazer xixi em pé em qualquer lugar e a gente ter que fazer contorcionismo pra fazer xixi fora de casa.
E a mulher solteira? Além disso tudo que você citou a gente ainda tem que chegar nos homens, porque eles acham que tem direitos iguais e não podem mais cortejar uma mulher. Sobrou tudo pra gente. Maldita Eva, malditas feministas.
Beijos.

Jão disse...

Não tem como não concordar! Mais hoje sinto que as coisas estão mudando. Minha irmã por exemplo chega mais tarde que eu em casa. Minha namorada e eu dividimos tudo, inclusive a TPM (por mais ímpossivel que isso pareça). Vejo que a cada dia essa difenrença de comportamento (já que profisionalmente ainda existe uma disparidade) está diminuindo.


Beijos querida!

Quel disse...

É..isso aí.

Vida de mulher é mais complicada, mas se voce parar pra pensar, nós temos um poder que os homens não tem.

Não há nada que nao conseguimos com uma voz docinha. Se homem vem com mi-mim-mi pro nosso lado, a gente tem vontade é de matar.

Há quem diga que isso é muito preconceituoso, mas eu nao acho não. Cada um luta com as armas que tem. Guerra é guerra. rs!

Beijos!

Sandro Ataliba disse...

Quanta revolta, irmã!
Mas eu confesso que ser homem é realmente bem tranquilo. Eu não aguentaria passar por tudo isso que você descreveu... MUITA PREGUIÇA.
Beijo!

Thaís Alves disse...

Por estas e outras que eu queria ser homem... TPM é meu pau! hahauahuahauha Claro que eu seria homossexual, ou teria uma relação de amor com meu próprio pau hahahahaha. Meodeos, por que escrevo estas coisas? Que fique para a posteridade. Beijos, irmã!

Cauê Alves de Quadros disse...

eu gosto de mulher doce e feminina
mas acho que o maior problema ainda não é o dividir ou não a conta com o namorado ou namorada, o pior é a falta de respeito entre as pessoas gerado pela grandiosidade das cidades que tiram da solidao humana somente os olhos e deixam cada vez voce rodeado de milhoes de pessoas mas cada vez mais sozinho e vazio por dentro.

beijo Renata