terça-feira, 21 de setembro de 2010

Páginas viradas.


Pra mim, não tem nada mais prazeroso do que o cheiro de um livro novo. Do que admirar minha estante repleta de exemplares que conquistei aos poucos. Nada melhor do que arrumá-los, guardá-los, dar carinho a eles e principalmente, lê-los.
Sempre fui assim, desde que descobri que ler é viajar, é pegar emprestado outro corpo, outros corpos, outras almas, outras visões.
Por isso que dedico meu post a eles, minhas paixões, os livros!

"Ó bendito o que semeia livros,
Livros a mão cheia
E manda o povo pensar

O livro, caindo n'alma
É gérmen que faz a palma
É chuva que faz o mar

Vós, que o tempo das idéias
Largo, abris as multidoes
Para o batismo luminoso das grandes revolucoes

Agora que o trem de ferro
Acorda o tigre no cerro
E espanta os caboclos nus,
Fazei desse “rei dos ventos”
- Ginete dos pensamentos,-
Arauto da grande luz!..."

Castro Alves.

2 comentários:

Thaís Alves disse...

Que homenagem bonita, irmã... Os livros que não só nos levam a viagens, mas que nos fazem ser tantas pessoas em uma só. Amo vc! Bjs

Sandro Ataliba disse...

Precisa ver a nossa aqui, como ficou. rs
Beijão, irmã querida!