quarta-feira, 14 de julho de 2010

Desapego.




Eu não gosto muito de MPB mas tem uma música da Maria Rita que me faz pensar toda vez que a ouço. http://www.vagalume.com.br/maria-rita/encontros-e-despedidas.html


Sempre imagino como minha vida. Como nossas vidas, eterna estação de trem onde encontramos novas pessoas e nos despedimos de outras. Isso me comove porque, quem me conhece, sabe o quanto sou apegada a pessoas, momentos, lembranças. Claro que devemos pensar que a vida nos reserva milhares de oportunidades e que cada coisa que se perde é uma chance de ganhar algo novo. Mas como estudante de História é demais pra mim pedir que eu me desvencilhe do passado, rs. ( pééééssimo)


Enfim, o que quero dizer é que precisamos nos acostumar, aprender a conviver com as situações de despedida. Precisamos também estar abertos para receber o novo. E nessa história de que se " era feliz sem saber", se é feliz o tempo todo e não nos damos conta disso.

Mas pra mim " lembranças machucam. As boas, mais ainda" (Não Conte a Ninguém - Harlan Coben)

Mas vamos andar pra frente, pois é pra frente que se anda! ;)

7 comentários:

Sandro Ataliba disse...

O desapego é essencial. Passado só é legal para para se adquirir conhecimento. :)
Beijo, irmã!

natália disse...

nha! obrigada! esse seu post é tudo que eu precisava ler agora! ^^

beijos!

Mi disse...

a vida e feita de momentos felizes! tdudo depende de nossas escolhar, Jesus quer que todos sejamos felizes, e nem sempre os momentos felizes não vão ter dor! o sofrimento nos ensina a dar valor aos momentos felizes...

Thaís Alves disse...

Essa música realmente machuca, em todas as versões, seja com a Elis, Milton ou Maria Rita. Vamos lá, qto ao post: Vc como historiadora, só não gosta de MPB porque nunca descobriu a História, momento político por trás de cada uma delas, enfim, tenho certeza que te seria ao menos interessante, se não for sonoro. Qto ao sentimento: Se vc perceber o próprio desenrolar da música dá a impressão de que é uma locomotiva em movimento, na própria melodia. E é isso mesmo que é a nossa vida, cheia de encontros, despedidas, reencontros, com os outros e conosco tbm. A gente tem que guardar com carinho as fotos e as lembranças destas inúmeras viagens que a gente faz em cada pessoa e em cada lugar, e seguir em frente... o destino? O que Deus quiser! O importante é ser feliz na viagem! Beijos, irmã!

Laura disse...

Ah quanto tempo eu não passava por aqui!
é tão gostoso te ler!
e sim lembranças boas machucam também!
Mas vamô que vamô a pé, de carona, de trem seja lá como Deus quiser!
beijo no coração!

Victoria disse...

Pois é. Tenho dito muito isso ultimamente. Estou praticando o desapego. Mas é difícil demais!
Beijo!!

Quel disse...

Ah, nao....
Não fique na estação....Seja passageiro. Pegue suas malas e vá.

Eu, como estudante de História tb, tenho uam coisa pra te dizer. Uma verdade que me libertou pro completo.

O PASSADO NÃO IMPORTA.


O que importa é o que voce faz com ele hoje. O que vc deixa que o passado faça na sua vida.

Quanto as lembranças, as más te fizeram crescer. As boas, te fazem sorrir, depois de tudo o que voce passou. Muitas outras virão.

Desapega que a vida carrega ;-)

Bjo!